[Cantinho dos Livros] Resenha de Se Eu Ficar

Achei que seria uma boa postar a resenha do livro Se Eu Ficar. Li muito rápido e já estou doida pela continuação.

Primeiro vou postar a capa e a sinopse do livro, em seguida vem a resenha e as fotos. Deixem comentários ao final =D

 

Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera… e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.

 

Resenha

Gayle Forman criou bons personagens, não são tão profundos pois não tem tempo suficiente para, mas também não podemos chamá-los de rasos, principalmente Mia, seu namorado Adam e sua melhor amiga Kim. Todos os personagens deste livro fazem parte do universo de Mia, desde sua família próxima (como pais e irmão) até os amigos do acampamento musical de verão.

O livro é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de Mia e começa contando em detalhes o terrível acidente de carro que ela sofre com sua família quando estavam a caminho de um jantar na casa dos avós. Mia vê seus pais mortos na estrada (NÂO, não é spoiler, são as primeiras páginas do livro) e se depara com seu próprio corpo desacordado e com machucados graves. Percebendo que não está morta ela começa a contar sua história e decidir se quer ficar ou não voltar do coma.

Mia nasceu em uma família não muito tradicional, sua mãe era uma feminista ferrenha que se apaixonou por um rockstar, o pai de Mia. Ela não negou o fato de ter a música em seu sangue e desde cedo se apaixonou por tocar um instrumento, fugindo do rock familiar e caindo no clássico violoncelo. Seu pai largou a banda quando sua mãe ficou grávida de Teddy, fazendo com que ela também parasse para pensar se deveria seguir em frente com seus estudos clássicos. Foi nessa época que conheceu sua melhor amiga Kim que sempre a ajudou nas decisões mais complicadas, incluindo se matricular em um acampamento de verão para músicos.

Já na época do ensino médio conheceu Adam, um ano mais velho e vocalista de uma banda de punk rock chamada Shooting Star. A paixão não demorou muito para aflorar assim como problemas do gênero “fazer faculdade de música em Nova Iorque” e “a Shooting Star começar a ganhar espaço no cenário musical”.

Mia transita entre histórias de seu passado e relatos do que está acontecendo na UTI enquanto está em coma. O livro tem pontos emocionantes onde seus avós e amigos conversam com ela pedindo para que fique mas ao mesmo tempo libertando-a de qualquer pressão, ela poderia escolher o que era melhor.

O fim do livro é exatamente o ponto de sua decisão final, ficar e encarar a perda dos pais e irmão ou ir e deixar com que seus familiares, amigos e namorado sigam suas vidas sem tê-la como um peso. Vale a leitura, estou louca pelo próximo livro que será narrado pelo ponto de vista de Adam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s